Ocorreu um erro neste gadget

sábado, 31 de julho de 2010

Pequena Crônica de um Neto-de-santo

Eis que nasce Lúcio Flávio, filho de um pai-de-santo e de uma prostituta de quinta ( dessas que cobram R$5,00 por uma chupada).
Foi criado no centro de macumba, pois a mãe fugiu com um policial que conheceu numa blitz. Era conhecido por todos como neto-de-santo.
Foi botafoguense a vida toda, mas depois que conheceu sua primeira namoradinha resolveu torcer para o mesmo time que ela. Virou vascaíno.
Ruína da sua vida. Namorou apenas três meses ( afirmando que ela não queria dar) e depois ficou ouvindo chacota dos outros macumbeiros o chamando de vira-casaca.
Ao completar 23 anos, afirmou ter tido uma revelação do anjo Miguel. Estava no caminho errado. Converteu-se à Igreja Pentecostal dos Santos que Saram.
Foi batizado depois de alguns poucos meses. Começou a pregar sobre sua vida de ex- neto-de-santo.
Ganhou notoriedade por onde pregava e resolveu virar obreiro e depois pastor.
Foi convidado a participar de um programa gospel na televisão.
Percebeu que já era famoso o bastante para criar sua própria igreja.
Hoje tem 38 anos, casado, pai de 7 filhos. 5 deles do seu próprio sangue e 2 adotados. Sua mulher é bispa da igreja que criou. Seu pai uma espécie de sancristão ( mas continua sendo pai-de-santo todas as segundas quarta-feiras de cada mês, quando é sessão de descarrego na igreja).
Neto-de-santo agora tem planos bem maiores: quer ser dono de um rede de restaurantes de comida japonesa.
Não podemos tirar o mérito, é um empreendedor nato. Um homem dos negócios!

Nenhum comentário: