Ocorreu um erro neste gadget

sábado, 31 de julho de 2010

Amor de peixe

Eram dois peixes que se amavam. Um bagre e uma sardinha.
Ele tinha o seu charme característico, um longo bigode que o fazia parecer mais sábio. Mais tinha cabeça mole, ora bolas! Era um cabeça de bagre!
A sardinha por sua vez, adorava ir as compras, e nadar sem rumo pelas águas turvas do seu bairro. Gostava de locais apertados, principalmente em boa companhia.
Certo dia, enquanto lanchavam no Mc Donalds, o bagre veio com a proposta:
-''Quer casar comigo, peixinha da minha vida?''
A sardinha olhou para seu namorado,fitou seu Mc Fish e pensou em silêncio como iria dizer não. Ela estava interessada no acará bandeira que acabara de se mudar para a região. Pensou, pensou muito, pensou muito mesmo, e como não teve nenhuma idéia que prestasse, acabou aceitando o convite.
Acredita-se que se ela não procurar logo um psicólogo, irá pular para fora d'água; pois já se é do conhecimento de todos, que possui sérias tendências suicidas.

Indagações de um palhaço

Um palhaço caminhava sozinho por uma estrada de terra tortuosa, pensando em sua vida. Até aquele momento, não tinha feito nada de excepcional. Nada do que pudesse se orgulhar. Não tinha filhos. Não tinha fama; nem mesmo emprego fixo.
Viajava com diferentes circos, nunca ficando mais de dois meses no mesmo. Fazia apresentações nas praças das cidades e se rolasse até animava festas infantis.
No meio do caminho encontrou um espelho. Um espelho pequenino mesmo, desses de maquiagem. Fitou bem para a sua imagem ali formada e percebeu que seu olhar,apesar de tantas preocupações e indagações, ainda possuía uma chama, uma fonte inesgotável de alegria.
Resolveu sentar debaixo duma árvore e acabou caindo no sono.
Sonhou que era um assaltante de banco, e que usava a fantasia para não descobrirem quem era ele. Foi um plano frustado, acabou levando um tiro e acordou assustado.
Já se aproximava das 3 horas da tarde e o sol estava a pino.
O palhaço começou a suar desenfreadamente, e a tinta em seu rosto começou a escorrer.
Olhou novamente para o espelho que havia achado,e se assustou com a imagem que viu; parecia o Coringa do Batman.
Veio um instalo. Teve uma idéia que mudaria sua vida para sempre: iria para cidade grande; iria entrar numa escola de teatro, seria ator, seria famoso.
Afinal, qual é a credibilidade de um palhaço?






Mano Preto

Mano Preto chegava meio chapado na enseado do rio das Velhas. Sorria para alguns pescadores, beijava uma árvore e ajoelhava para rezar.
Mano Preto aprendeu na marra a ter que agradecer a Deus. Parecia caso de ficção,mas Mano Preto dizia ser reencarnação de Napoleão.
As vezes fazia greve de fome, outras vezes vomitava de tanto comer.
Fumava sempre um cigarro barato que comprava na feira de domingo.
Fedia uma catinga característica. Não costumava tomar banho.
Era do mundo. Era nômade.
Conheceu o crack por intermédio de outro neguinho, cujo apelido era Pastoreio.
Certa vez fumou uma pedra e entrou num táxi, gritou com o motorista, riu com ele. Mandou que seguisse placas imaginárias.
Comprou um revólver para ele. Queria mesmo era brincar de dar tiros. Não em pessoas, é bom deixar isso bem claro. Mano Preto tinha um bom coração.
Sempre que terminava de rezar, Mano Preto olhava para o rio:-'' Iara tá me chamando!'', sempre dizia e pulava dentro d'água.
Mano Preto não morria afogado! O desgraçado é um exímio nadador.

Pequena Crônica de um Neto-de-santo

Eis que nasce Lúcio Flávio, filho de um pai-de-santo e de uma prostituta de quinta ( dessas que cobram R$5,00 por uma chupada).
Foi criado no centro de macumba, pois a mãe fugiu com um policial que conheceu numa blitz. Era conhecido por todos como neto-de-santo.
Foi botafoguense a vida toda, mas depois que conheceu sua primeira namoradinha resolveu torcer para o mesmo time que ela. Virou vascaíno.
Ruína da sua vida. Namorou apenas três meses ( afirmando que ela não queria dar) e depois ficou ouvindo chacota dos outros macumbeiros o chamando de vira-casaca.
Ao completar 23 anos, afirmou ter tido uma revelação do anjo Miguel. Estava no caminho errado. Converteu-se à Igreja Pentecostal dos Santos que Saram.
Foi batizado depois de alguns poucos meses. Começou a pregar sobre sua vida de ex- neto-de-santo.
Ganhou notoriedade por onde pregava e resolveu virar obreiro e depois pastor.
Foi convidado a participar de um programa gospel na televisão.
Percebeu que já era famoso o bastante para criar sua própria igreja.
Hoje tem 38 anos, casado, pai de 7 filhos. 5 deles do seu próprio sangue e 2 adotados. Sua mulher é bispa da igreja que criou. Seu pai uma espécie de sancristão ( mas continua sendo pai-de-santo todas as segundas quarta-feiras de cada mês, quando é sessão de descarrego na igreja).
Neto-de-santo agora tem planos bem maiores: quer ser dono de um rede de restaurantes de comida japonesa.
Não podemos tirar o mérito, é um empreendedor nato. Um homem dos negócios!

Romance Minímo



Ela sempre morou na Baixada fluminense. Irmã mais nova de cinco irmãos. Desde nova o pai trabalhava no mangue de Magé para colocar comida na mesa. A mãe suicidara após descobrir que tinha câncer de traquéia e que depois da cirurgia não poderia mais falar.
Ele sempre teve a vida fácil. Morador da Barra da Tijuca, filho único de pai e mãe médicos. Mimado,playboy, nunca gostou de estudar, nunca precisou trabalhar. Até que um trágico assalto na avenida das Américas culminou na morte dos pais. Um tiro certeiro na testa de cada um. Foi trabalhar como trocador de ônibus. Sua vida passou pela roleta.
Ela resolveu fazer cursinho pra ser alguem na vida e deu de pegar sempre o mesmo ônibus em que ele trabalhava. Viraram amigos, quase irmãos.
Num barzinho na Lapa rolou o primeiro beijo e naquela mesma noite a primeira foda.
Começaram a namorar. Não porque tinham as mesmas idéias do que era legal, justamente o contrário. Estavam juntos por exclusão. Não gostavam de funk, não gostavam de Crepúsculo, não gostavam do Flamengo, não gostavam de ovo, não votaram no Lula, não assistiam novelas, não leram Paulo Coelho.
Mesmo assim, foram felizes dois anos. Ele só a traia virtualmente, se masturbando pela cam no MSN. Ela o traiu algumas vezes, mas sempre com seu primo gago ( tudo bem discreto, e sempre usavam camisinha).
Até que em fevereiro do ano passado ela pegou pneumonia e morreu. Foi doença oportunista, visto que ela tinha SIDA e não sabia. Pegou ainda feto, não se sabe se da mãe ou do pai.
O destino, veja só, deu um tapa na cara dele. Primeiro quis tomar veneno, mas descobriu que ainda podia ser feliz. Passou a vender maconha, olha só, no mangue em Magé onde seu sogro trabalhava.
Diz-se que tem interesse em uma pescadora de caranguejos de lá. Vai saber!
Baia de Guanabara, é impossível, mas eu vejo!

sexta-feira, 30 de julho de 2010

Leve-me ao seu Líder!

 Muita gente me pergunta onde fica Muriaé. Porra! Perto de Itaperuna- RJ( respondo pra facilitar a compreensão visto que é a cidade onde se localiza o outro campus da minha faculdade).Mas friso bem: Não sou fluminense! Sou mineiro!
Sou das terras gerais! Me orgulho de falar Tumati ao invés de Tomate, e não me importo nem um pouco com quem me enche o saco dizendo que eu falo muito caipira e que não tenho vocabulário de um futuro médico. Antes isso do que: ''arrozx com caxsca''!
Tenho orgulho de comer pão de queijo, de colocar um ''i'' no final das palavras ( paiz, nóis)e de sumir com o ''d'' de alguns verbos( andanu, lenu).
Tenho sangue azul! Sou Cruzeiro, time de guerreiro! Chupa Galo!
Não curto fanáticos religiosos! Nem um pouco mesmo! Sou a favor de todas as crenças, mas cada um no seu cada qual. Quer coisa mais bonita que o Ecumenismo? Ah! Para algumas pessoas vale ressalva: Deus não é surdo! Muito menos eu!
Alguns palavrões já viraram elogio em meu discurso:-'' Vai tomar no cu!'' por exemplo não passa de um -''Eu te amo cara!''.
Tenho um certo passado negro com gatos e doenças raras ( especialmente as ligadas à glândula vestibular nas mulheres).
Tenho alma da quebrada! Curto muito os bailes da Via Show e chego a arrepiar quando toca o tema de abertura da Furacão 2000 (F de força, U de união...).
As vezes costumo mentir pra puxar assunto. Gosto muito de conversar. Falo mais que as putas do Sensação na chuva! Esse é meu carma ! Mas tenho sempre assuntos novos, sou um cara bem informado, não sou repetitivo.
Tenho TDAH ( Transtorno de Déficit de Atenção por Hiperatividade). Então tenho problemas em me concentrar. Faço muita coisa ao mesmo tempo ( leio livros, vejo televisão, olho na janela da rua e estudo fisiologia) tudo de uma forma caótica. Mas do caos vem a ordem!
Acho que já vi um ET quando era criança ( Tô falando sério!).
Era fã da Flora e da Nazaré. Acredito ser um pouco psicopata por causa disso. Gosto mesmo de torcer contra o mocinho. Tenho fascínio por vilões, serial killers ( Dexter).
Gregory House pra mim é o cara, mas torço pra não ser um médico escroto como ele.
Gosto de finais diferentes, onde o protagonista morre ou dá tudo errado pra ele. Fica mais realista.
Sou irônico! Sarcástico e  as vezes de humor bem ácido. 
Sou polêmico! Caço briga fácil! Resmugo muito! Falo sozinho! Compro briga com certa dificuldade, apesar de as vezes fingir que foi isso por ser um caminho mais curto! Pego raiva das pessoas com facilidade! Volto às boas com a mesma afeição de antes!
Geralmente quando eu concordo com tudo o que estou ouvindo é porque não estou ligando pra quem está falando. Sou bem participativo!
Tô pronto pra fazer história! E apesar dos pesares, como já disse uma vez, sou um cara apaixonante!
Sou compulsivo, acho difícil parar de escrever por exemplo, mas vou dar um basta por aqui. Sei que quase ninguém leu isso tudo, mas quem teve paciência pra chegar até aqui,eu agradeço. Valeu pela atenção.
Aiiiiiiiiiii dentro macho!